07/05/2009

Ubiquidade na Educação

O TEMPO DIRÁ

Quanto mais estudamos essa coisa de mobilidade e ubiqüidade mais nos parece coisa de filme de ficção científica. Coisa de Matrix e 1984. Até os termos nos parecem coisa de ficção científica e, interessante, segundo Julieta Leite foram usados inicialmente em livros do gênero. Matrix nos leva a um mundo virtual onde os humanos vivem em um ambiente totalmente virtual. E 1984 nos mostra um mundo onde somos monitorados 24h por dia, onde o estado (o Big Brother) controla a todos e onde a privacidade não existe. Ficção científica? Futurismo? Será? Quem trabalhou com o DOS e hoje trabalha com o Windows XP e realidade virtual sabe o quanto evoluímos.
Mas vamos imaginar um ambiente virtual educacional. Imaginemos que todos os alunos possuam aparelhos móveis que lhe possibilitem acessar um ambiente virtual de qualquer lugar que estejam. Ou seja, a escola deixa de ter muros e sai para as praças, lotações, residências, etc. Não há mais limites. Ela passa a ser onipresente. O professor (virtual ou não) estará presente todo o tempo na vida do estudante. O aluno em contra partida poderá ser também monitorado, pois a escola saberá a todo o momento se ele está ou não acessando os sistemas e de onde ele o está fazendo.
Neste cenário, exagerado ou não, podemos até questionar a necessidade da sala de aula e do professor real, de carne e osso, já que o aluno pode ter salas e professores virtuais com muito mais conhecimento e capacidade de ensino. Com infinitas possibilidades e recursos, já que todas as bibliotecas, museus, canais como Discovery e Animal Planet estarão a apenas um toque do dedo.
Tudo isto é passível de ser imaginado por nós, rede de computadores, aparelhos móveis, etc. Porém uma coisa não conseguimos imaginar. Que aluno surgirá desta realidade? Que ser humano estará sendo formado? Que tipo de relações se estabelecerão entre as pessoas? Tudo isto significa liberdade ou aprisionamento? Afinal, se hoje já somos controlados pela TV imagine as possibilidades de controle que as novas mídias trazem.
Cabe a nós, educadores, cientes das possibilidades e perigos das novas TICs guiar nossos alunos para que as aproveitem ao máximo no sentido de se tornarem seres humanos completos, cidadãos críticos e éticos.
O tempo dirá.
Márcia Frota
Robson Vasconcelos
Vera Carvalho

8 comentários:

Pédia online disse...

Olá, tenho um site com conteúdo escolar/trabalhos escolares de uma olhadinha: www.pediaonline.com.br
Aceito parceiria de link...
Abraço

Anônimo disse...

Gostei, muito interessante suas observações, mas que ser humano poderá sair deste novo e provável sistema educacional, acredito que teremos um longo ou rápido processo de transição, mas que será possível o será com certeza, as TIs evoluem com muita rapidez e o que me assustava a alguns anos atrás, hoje é perfeitamente factível, sobre a ubiquidade, acho que se não me engano é a possibilidade de se estar em vários lugares ao mesmo tempo, li sobre isto no Livro dos Espíritos de Allan Kardec, a 20 anos atrás, e hoje pelo avanço da tecnologia, estou vendo este termo novamente, interessante não achas?
Um forte abraço
josias

Poli disse...

Oioi... Meu nome é Poliana e gostaria de te convidar pra contribuir com a sua opinião sobre educação do ponto de vista de profissional da área de tecnologia e educação la no meu blog: http://todavisaopelaeducacao.blogspot.com/
Espero que participe! Na post. apresentação encontra meu contato para mandar textos de teu interesse que podem ser publicados e comentados por pessoas interessadas em fazer um mundo melhor através da educação!

Thiago disse...

"Olá colegas,
Deixo aqui a divulgação da Primeira Olimpíada Nacional em História do Brasil, iniciativa inédita no país, organizada pelo Museu Exploratório de Ciências da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com o apoio do CNPq. A Olimpíada é para escolas públicas e particulares e acontece pela internet, com equipes formadas por estudantes do oitado e nono anos do ensino fundamental e por estudantes do ensino médio, juntamente com seu professor. As inscrições já estão abertas!
www.mc.unicamp.br
Obrigado"

Thiago disse...

"Olá colegas,
Deixo aqui a divulgação da Primeira Olimpíada Nacional em História do Brasil, iniciativa inédita no país, organizada pelo Museu Exploratório de Ciências da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com o apoio do CNPq. A Olimpíada é para escolas públicas e particulares e acontece pela internet, com equipes formadas por estudantes do oitado e nono anos do ensino fundamental e por estudantes do ensino médio, juntamente com seu professor. As inscrições já estão abertas!
www.mc.unicamp.br
Obrigado"

Márcia Frota disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
karla disse...

Olá Márcia,
sou Karla Veloso, professora que recebeu um dos Premios da Fundação Victor Civita Professor Nota 10.
Recebi seus comentários e fiquei muito feliz em conhecer um pouco do seu trabalho.
Quem sabe não podemos realizar algum projeto junto com essa equipe que me pareceu maravilhosa e muito empenhada em colocar as tecnologias como parceiras da Educação?
Estou a disposição para esclarecimentos e até mesmo mostrar mais detalhadamente meu projeto se for do interesse de vocês!
Obrigada pelo carinho! Abraços

Rosângela disse...

Olá..
Esta também é uma preocupação constante de nós professores que estamos no dia a dia, corpo a corpo com os nossos alunos . A formação do ser humano. Que ele se torne a cada dia mais humanizado possivel e sensível com as coisas que o cercam. Abraços
Rosângela Bianchi/artes teatro/Polo Paracatu-UNIMONTES